14 de abril de 2009

III Encontro de Leitores em Ação.

“Pessoas que não são leitoras têm a vida restrita à comunicação oral e dificilmente ampliam seus horizontes, por ter contato apenas com ideias próximas das suas, nas conversas com os amigos.”

No dia 14/04/09 o Intituto de Educação Eber Teixeira de Figueiredo realizou o III Encontro de Leitores com a participação da comunidade interna e externa. A Prof. Maria Lúcia Figueiredo Teixeira proferiu a palestra “Contemplar o belo” baseada no livro “12 semanas para mudar uma vida” - Augusto Cury.

O evento contou com a participação da escritora, poetisa, Drª. Neumar Monteiro Silveira que declamou algumas de suas poesias e doou para a biblioteca 25 livros de sua autoria.

Nas rodas literárias muitas histórias lidas foram contadas pelas crianças e adultos.

Compartilhar:

10 de abril de 2009

Aula da prof. Ligia - Estudo dos planetas

Para: Zaeter
De: Gisele

Caro Marciano Zaeter

Sou Gisele, eu sou uma habitante do planeta Terra.
Quero que você venha me visitar. Para você não ficar curioso vou te contar um pouco sobre a Terra.
A terra é o 3º planeta a partir do Sol. É conhecido como planeta azul devido a grande, presença de nitrogênio, em sua camada de ar. A terra também poderia ser conhecida como planeta água, pois cerca de 3 quartos de sua superfície são constituídos por água.
A terra tem um satélite: a Lua.
A presença de seres com vida faz da Terra um planeta distinto dos demais.
A Terra está em contínuo movimento.
Ela gira em torno do Sol e em torno do próprio eixo.
A Terra é chamada de planeta rochoso, pois ele é o menor, tem poucos satélites, não contém sistema de anéis, e são planetas sólidos.
Para entender, Laerte, como é a Terra, é necessário conhecer seu processo de formação, ou seja, como ela surgiu e como se encontra nos dias atuais.
Há muito e muito tempo não haviam seres vivos na Terra, ou melhor, houve tempo em que nem mesmo a terra existia.

No início, esse planeta era muito, muito quente e assemelhava-se a uma bola de fogo, onde era impossível haver algum tipo de vida.

Bom o passar dos milhões e milhões de anos, a Terra foi se tornando menos quente.

Com o resfriamento da Terra, houve acúmulo de água no estado líquido. Nessa água a vida surgiu e se desenvolveu, criando depois de milhões de anos uma diversidade muito grande de seres vivos.

Dessa maneira a Terra tornou-se o planeta da vida

Zaeter eu te chamei por que os rios daqui estão muito poluídos e eu gostaria que você me ajudasse a acabar com essa poluição.

Zaeter, não fique pensando que aqui na Terra só tem coisa ruim não ta. Aqui tem muitas montanhas, rios, praia, o Cristo Redentor e outros lugares lindos.

Eu estou te convidando pois eu vou fazer uma festa e quero que você venha e traga seus familiares e seus colegas.

Eu vou te esperar às 18:30 aqui em casa.

Saudações.

Gisele Moraes Araújo Pimentel

*****************************************************

Geralmente, nas grandes cidades o ar não é puro. Ele apresenta impurezas como poeira e muita fumaça que sai das fábricas, dos automóveis, dos ônibus e dos caminhões. Quando isso acontece, dizemos que o ar está poluído.

A poluição do ar prejudica muitos seres vivos, inclusive as pessoas, podendo causar problemas respiratórios.

A instalação de filtros nas chaminés das fábricas e nos escapamentos dos carros é necessária e importante para ajudar a diminuir a poluição do ar.
*****************************************************
Algumas fotos da aula:

Compartilhar:

5 de abril de 2009

Texto foi feito para circular.

Texto foi feito para circular: por Prof. Renato da Mata


Na aula de Língua Portuguesa, ao fazer as atividades propostas no livro didático, trabalhamos com planejamento da narração. O foco era: situação inicial, elemento modificador e situação final. Após pensar nas possibilidades de escrita, os alunos produziram um texto narrativo, baseando-se numa fotografia.

Vejam a fantástica história, produzida pela aluna Marcely Aparecida do 6º ano.

Prof. Renato Mata

A caixa mágica




Havia, numa pequena cidade, uma menininha chamada Luiza. Ela adorava brincar de pique com seus amigos: Lucas, Aninha, Bruna e Angelina. Certo dia, sua mãe Angélica lhe chamou:


_ Luiza, faça o dever!


Ela é muito obediente e foi correndo fazer. Quando acabou, pediu sua mãe:


_ Mãe, posso chamar meus colegas para brincar aqui em casa?


Sua mãe respondeu:


_ Sim, minha filha.


Quando chegaram resolveram brincar de pique esconde. A Bruna contou e todos esconderam. Luiza escondeu na despensa dentro do baú de sua mãe. Luiza esperou, esperou até que resolveu mexer nas coisas de sua mãe. Ela encontrou uma caixa e resolveu abrir. Quando abriu apareceu uma luz branca, linda. Ela encostou a mão na luz e desapareceu da despensa. Foi parar no passado de sua mãe.


Luiza descobriu que quando ela nasceu tinha um dom especial que Deus deu a ela. Mas este dom não era um dom qualquer. Era um dom de amizade. A caixa fechou, ela saiu da despensa e contou tudo para todos os seus colegas e para a sua mãe. Todos acreditaram nela e assim ela aproveitou seu dom para fazer mais amizades e guardou bem guardada a caixa que mostrou o passado de sua mãe e seu dom.


Assim ela está em sua casa vivendo feliz com sua mãe, seus colegas e com o seu dom.

*********************

Agora a proposta foi um texto de aventura, também partindo da observação de fotografia. Lemos alguns textos, os alunos apontaram filmes e livros que relatavam aventuras ... e foi só fazer o planejamento do texto para que a turma produzisse vários textos muito legais.



O texto é da aluna Lara Zanon do 7º ano.

A ilha perdida


Era uma vez, dois irmãos que estavam viajando para ver o pai em Paris. Seus pais eram separados e a mãe ficou com a guarda. Eles estavam indo para Paris de avião. Mas houve um acidente e todos morreram, menos eles que estavam numa área de mais segurança no avião.

Eles caíram em uma ilha deserta onde não tinha ninguém. Depois de meses de muito trabalho construindo uma jangada e comendo apenas frutas e peixes. Eles forma enfrentar os perigos do mar.

Os dois fizeram também remos de bambu. Porém, em meio ao mar para piorar a situação apareceram tubarões, de quatro metros de comprimento, famintos. Para se proteger eles usaram os remos. Os tubarões fugiram, mas eles haviam perdido sem os remos.

E agora? O que eles fariam? Perguntaram a si mesmo. A sorte é que eles tinham guardado uma sombrinha de reserva, era uma sombrinha de praia. Eles pegaram, a colocaram como se fosse uma vela e com a ajuda do vento e de Deus, partiram.

Depois que eles muito rezaram para sair daquela situação, passou um barco na direção deles e os retirou já morrendo de fome. Eles ficaram felizes. Mas agora nunca mais eles viajam de avião.

**************

Na aula de Língua Portuguesa, ao trabalhar com gêneros textuais. Após apresentação de pesquisa sobre texto verbal e não-verbal em que os alunos trouxeram tirinhas do Calvin e do Horácio. Foi pedido aos alunos que produzissem uma narrativa nos padrões das tirinhas e HQs.

Os alunos poderiam se apropriar de textos que circulam em seu meio social, textos que ouvem, veem na TV, na internet, etc. A aluna Luanna Crisostomo revelou mais uma vez a artista que é, ao adaptar um texto que circula na rede e que reproduz muito da educação no Brasil. Embora não retrate, graças ao bom trabalho da nossa equipe, a realidade da nossa escola. Somos privilegiados pelos bons resultados alcançados por nossos alunos no Ideb, na premiação de notebooks, em concursos de poesia, nas aprovações em concursos públicos, etc.


Quadrinhos ampliados:

Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

Postagens populares

Seguidores

Receba nossas atualizações por e-mail

Total de visualizações

Aniversariantes do Mês:


Nossa escola participa!!!!

Central de Relacionamento

Currículo Mínimo/ Orientações Pedagógicas/ Recursos Digitais

Docente Online

Arquivo do blog






Insira o seu endereço de e-mail:

Obrigado desde já.